Assuntos em Destaque:

Chá de Ora Pro Nóbis: grávidas podem consumir? Descubra!

chá de Ora Pro Nóbis

O chá de ora-pro-nóbis pode ser consumido por gestantes?

Diante de tantos benefícios para a saúde, ficamos na dúvida quanto às grávidas e lactantes.

Seria o chá de ora-pro-nóbis benéfico também para elas, já que a planta possui ácido fólico?  

É o que iremos descobrir neste artigo!

Afinal, ora-pro-nóbis faz mal para gestantes?

chá de Ora Pro Nóbis

Não! O chá de ora-pro-nóbis não faz mal às gestantes, pelo contrário!

Por possuir alto teor de vitaminas, ele ajuda na formação e saúde do feto.

O aconselhável é consumir apenas uma xícara por dia, ou uma cápsula caso você opte pela suplementação natural.

Além disso, ora-pro-nóbis ajuda na reposição de nutrientes que se perdem durante a gestação.

Queda de cabelos e unhas fracas são apenas algumas das consequências pós-parto.

Os principais nutrientes de ora-pro-nóbis que são indispensáveis para as gestantes são:

Vitamina B9

Também chamada de “ácido fólico” ou “folato”, a vitamina B9 é essencial para o bom desenvolvimento do sistema nervoso do embrião.

Durante a gravidez, o nível de vitamina B9 diminui em mulheres grávidas.

Essa queda prejudica o aumento da necessidade de folato no feto.

O culpado é nossa dieta moderna cheia de produtos industrializados que é muito pobre em vitamina B9.

Portanto, é aconselhável tomar um suplemento de 0,4 mg por dia.

Este suplemento é idealmente esperado 1 mês antes de engravidar e durante os primeiros 3 meses de gravidez.

Não hesite em pedir mais informações ao seu médico sobre o assunto.

O ferro

O chá de ora-pro-nóbis contém um elemento essencial durante a gravidez e mais particularmente durante o 2º e 3º trimestres.

O ferro permite que os glóbulos vermelhos transportem oxigênio, dos pulmões da mãe, por todo o corpo fetal pela placenta.

Uma dieta variada rica em ferro antes da gravidez permite que você acumule uma reserva básica suficiente.

Um suplemento durante a gravidez pode ser necessário se os estoques no corpo não forem suficientes.

Cálcio e vitamina D

O cálcio é absolutamente essencial para a construção do esqueleto de um bebê.

A partir da 28ª semana, o feto entra num período crescimento.

A ingestão de cálcio é, portanto, essencial para a boa resistência de seus ossos e dentes futuros.

O consumo suficiente também enriquece o leite materno com essa substância.

Ômega-3

Os ômega-3 são bons lipídios que desempenham um papel importante no desenvolvimento das células nos olhos do bebê.

O ideal é consumir tanto ômega-3 quanto ômega-6.

Para saber como fazer o chá de ora-pro-nóbis, clique aqui e leia um artigo com essa e outras receitas!

Não deixe de comentar se você gostou!

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on whatsapp
Share on facebook
Share on telegram
Share on twitter
Share on pinterest

Insira seu e-mail para Baixar